foto 34 (1)

Com as temperaturas mais baixas, veja como é possível deixar a casa com um clima mais aconchegante.

São vários os tipos de aquecedores de ambientes e elementos decorativos que afastam o frio.
O inverno começa só no dia 21 de junho, mas o frio já deu as caras e fez muitas pessoas baterem o queixo. Para esquentar a casa e tornar a temperatura mais agradável, os aquecedores de ambiente são recursos interessantes. Há vários modelos disponíveis no mercado.

Segundo a arquiteta Simone Carvalho, os aquecedores elétricos são práticos devido à facilidade de locomoção e instalação nos vários ambientes. Esses modelos são os que trazem menos riscos à saúde, mas alguns contam com resistência incandescente protegidas por grades. Vale tomar cuidado para que as crianças não se aproximem – modelos deste tipo podem queimar. Tem também os termoventiladores, que enquanto esquentam ajudam a ventilar o ar – por ventilarem o ar, espalham o calor mais rápido. Os modelos elétricos também incluem os que contam com placas cerâmicas. As opções elétricas são indicadas para ambientes médios e pequenos.

Há ainda opções elétricas a óleo. Esses modelos são silenciosos, portáteis, mas podem poluir o ambiente. Por essa razão, é importante mantê-los sempre limpos, assim como no caso do ar-condicionado com função reversa, a de esquentar.

A arquiteta explica que esses modelos são práticos e versáteis, mas requerem cuidados com instalação, principalmente na passagem de drenos e na parte elétrica, além do cuidado periódico na manutenção dos filtros de ar.

Os aquecedores a gás necessitam de alimentação a gás e geram calor através da combustão. Esse tipo de equipamento requer cuidado redobrado com manutenção, mas principalmente exigem que o ambiente esteja arejado. Isso porque o acúmulo de CO2 liberado pelo aparelho, ou mesmo um vazamento, em um ambiente fechado pode causar intoxicação e levar até a morte.

Outras opções menos utilizadas são os aquecedores à água, que exigem tubulação no imóvel. Tem também as lareiras, que exigem manutenção e limpeza, além de serem mais caras, e os pisos aquecidos, que para serem instalados exigem uma verdadeira reforma.

PREÇOS
Elétricos – Modelos que partem desde a faixa dos R$ 70, mas outros podem passar dos R$ 400, por terem opções de temperatura e outros detalhes. Quanto mais opções, mais caro fica.
A óleo – Na casa dos R$ 200. Modelos mais elaborados podem passar dos R$ 400.
A gás – Aquecedores a gás domésticos custam em torno de R$ 500.

 

TRÊS PERGUNTAS A…ALERGISTA E IMUNOLOGISTA ANA PAULA IZUMIDA

Cuidados com a saúde nos períodos mais frios

Temperaturas baixas, ar frio, faz mal à saúde?
Ar frio é um fator irritativo de via aérea. Ficamos mais em lugares fechados (evite), onde vírus e bactérias circulam com mais facilidade, então não tem milagre, todo ano, nessa época vai ser assim, infelizmente.

Qual a recomendação em relação ao uso de aquecedores de ar?

O que eu recomendo é o básico. O ambiente não pode ser gelado demais, nem quente de mais. O indicado é uma temperatura ambiente. A bacia de água é interessante quando o ar estiver muito seco umidade baixa).
Para quem tem alergias, quais os cuidados?
Manter limpos filtros de ar-condicionado de casa e do carro. Evitar carpetes, cortinas, cobertores felpudos. Não usar umidificador ou vaporizador por estimularem crescimento de ácaros e fungos, deixar o ambiente arejado, entre outros cuidados.

foto 34(2)

Decoração deixa mais “quentinho”
“Um abraço bem quentinho no inverno sempre vai bem em qualquer ambiente”. Isso é o que diz a arquiteta Simone Carvalho. Mas ela sugere alguns recursos que podem causar sensação psicológica de ambiente quente. “Podemos usar tanto os materiais que promovam ou induzam a ideia de absorção de calor (tecidos, carpetes, madeiras, papéis de parede) ou mesmo cores (tons quentes, terrosos, a cor preta, matizes de cinza ou marrons)”.

Para ela, uma solução mais técnica e definitiva seria o piso aquecido. “Evita o ressecamento do ar, ruído ou mesmo queima de oxigênio”.

Para as arquitetas Camila Castro, Carolina Palazzo de Mello e Ana Cláudia Libório, nos banheiros, velas, toalhas felpudas e tapetes ajudam a esquentar. Na cozinha, painéis de madeira e quadros tornam o ambiente mais aconchegante. Sobre a iluminação, elas explicam que o tom amarelado dá sensação de ambiente mais quente e aconchegante. Se houver uma lâmpada dicroica em casa, vale colocar um filtro na cor âmbar, que é amarelado e dá essa sensação de ambiente quente. Outra ideia legal e mais prática é colocar velas pela casa.

Lareiras facilmente compradas também resolvem de maneira prática. Elas contam que os aromas amadeirados também podem ser utilizados. A arquiteta Simone acrescenta uma observação. “Em ambientes comuns, mal dosados pode ser deselegante”.

 

Fonte: O Diário do Norte